Maturidade

Quando era miúdo, era muito rebelde, andei sempre à procura de caminhos (por vezes acho que ainda ando) e isso para mim, sempre foi encarado como um sinal positivo. O problema é que muitas vezes dei comigo a sentir-me arrogante, pensando que os mais velhos nada sabiam e que os mais novos tinham tudo a aprender. Assim, deixei eu de aprender muitas coisas. Hoje passo boa parte do meu tempo com pessoas mais velhas e com mais novas, tentando recuperar a sabedoria de cada uma dessas gerações.
Preciso da maturidade dos que estão à minha frente e da inocência dos que ainda não me apanharam na idade. Com eles, aprendo a equilibrar-me melhor. Assim, sou um melhor aluno e serei um melhor professor.

Bruno Piairo Teixeira

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: