Zona de Conforto

Como é que chegarás ao cimo da escada se nunca tiras o pé do 1º degrau?“, confidenciei a um amigo meu no outro dia.

Falávamos de Correr Riscos e de Zonas de Conforto. Ambos concordámos que na maioira das situações da vida é preciso correr riscos, seguir desvios em vez do caminho que já conhecemos. Andamos à espera de encontrar o pote de ouro no final do arco-iris e negligenciamos o caminho de diamantes que podemos percorrer no dia-a-dia. Há que sacudir um pouco a vida e limpar teias de aranha. Prisioneiros do pensamento “quando isto acontecer, tomo uma atitude” ou “quando chegar esta altura já poderei fazer o que tenho planeado” são os chamados “adiadores de sonhos e conquistas“. E vivem dentro de nós de uma forma bem activa, mas tão bem disfarçada que nem nos apercebemos da sua presença, tipo pés de lã.
Uma das melhores coisas que podemos fazer por nós é irmos além dos nossos confins habituais.
Já dizia Jonas Salk: “Já tive sonhos e já tive pesadelos. Ultrapassei os pesadelos por causa dos meus sonhos…
Eu acredito!

Bruno Piairo Teixeira

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: