Um Dia…

Um dia…Um dia desapego-me saudavelmente de todas as situações que adiam a minha caminhada rumo a dias melhores, a sonhos inacabados e rumo aos dias que acredito que existem à frente, à paz que se apoderará de mim, a deixar de viver no Outono e de viver longe de mim, aos cheiros, aos toques, às vozes, à beleza de tudo o que construi dentro desta cabeça e consolidei no coração. É que eu construí-me a mim mesmo para durar! E é reconfortante saber que a cada novo dia temos uma oportunidade de recomeçar toda uma vida.

Um dia, num futuro próximo ou distante, mas que o anseio como todo o meu ser, saberei se consegui. A minha vida está escrita nos dias vindouros, nos caminhos com quem me cruzarei, no amadurecimento que se de mim apoderou, nos dias felizes que se apagaram, nas pessoas que ficaram. Nada fica, tudo se transforma. Preciso que a saudade também desenhe algumas rectas e curvas deste intervalo a que chamo vida, para que me molde, para que entenda esta escola maravilhosa onde aprendo todos os dias os mistérios da nossa estada nisto a que chamamos VIDA.

Apenas sei:

Não existem grades fortes o suficiente ou paredes espessas o suficiente para poderem aprisionar o Amor que carrego no coração.

Bruno Piairo Teixeira

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: