O Monge e o Escorpião

Um monge e os seus discípulos caminhavam por uma estrada. Quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge, de imediato, correu pela margem do rio, meteu-se na água e tentou salvá-lo, pegando nele. Quando o trazia para fora do rio o escorpião picou-o. Devido à dor, o monge deixou-o cair novamente no rio. Tentou fazê-lo por 3 vezes mais e o escorpião sempre o picava quando este o tentava salvar. Foi então à margem, pegou um ramo de árvore, voltou outra vez a correr pela margem, entrou no rio, resgatou o escorpião e salvou-o. Em seguida, juntou-se aos seus discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e receberam-no perplexos…

Mestre, porquê tentar salvar o escorpião se sempre que o fazia ele picava-o?

O monge ouviu tranquilamente a pergunta e respondeu:

Ele agiu conforme a sua natureza e eu conforme a minha.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: