O Acordo Que Fizémos…

Este texto abaixo não é de minha autoria mas como é de um autor desconhecido, tomei a liberdade de acrescentar algumas notas…
E como fazem sentido estes 11 pontos…para partilhar com quem me visita. Pode ser que faça sentido também para vocês! Namaste!

Bruno Piairo Teixeira

O Acordo Que Fizémos

1. Receberás um corpo.
Podes gostar dele ou não, mas será teu durante todo o período da tua existência. Lembra-te do que podes fazer com o teu corpo mesmo que ele não seja do teu agrado: Ver, ouvir, sentir, cheirar, saborear, amar, chorar, rir, sentir “borboletas na barriga”, entre milhares de outras coisas, são sensações que muitas pessoas não sabem o que é nem nunca saberão. Pensa nisto antes de reclamares do corpo que tens, de como te vês e de como os outros te vêm.

2. Aprenderás lições.
Estás o tempo inteiro numa escola informal que se chama “vida”. Em cada dia, nesta escola, terás oportunidade de aprenderes lições. Podes apreciar as lições ou considerá-las estúpidas e desnecessárias. O que fazes com o que aprendes é da tua responsabilidade.

3. Não há erros, apenas lições.
O crescimento é um processo de tentativa e erro, com altos e baixos, alegrias, amarguras, felicidade e tristeza, mas é sobretudo um processo de experiência. As experiências “falhadas” fazem tanto parte do processo como as experiências “bem-sucedidas”. Vê se faz sentido, mas para mim sucesso é fazeres o máximo e o melhor com o que tens na tua vida.

4. Uma lição será repetida até ser aprendida.
Uma lição será apresentada sob várias formas até que a aprendas. Aí podes seguir para a lição seguinte.

5. O processo de aprendizagem de lições não termina.
Não há nenhuma parte na vida que não contenha lições porque a vida é uma lição por si só. E se estás viv@, há lições para aprender.

6. O “ali” não é melhor que o “aqui”. Quando o teu “ali” se transformar em “aqui”, simplesmente arranjarás e de novo, outro “ali” que te parecerá melhor do que o “aqui”.

7. Esta é difícil de interiorizar, mas, os outros são apenas espelhos teus. Não podes amar ou odiar algo numa pessoa a não ser que isso reflicta algo que ames ou odeies em ti.

8. O que fazes com a tua vida é contigo. Tens todas as ferramentas e recursos que necessitas (em termos gerais sim…). Aquilo que fazes com eles é da tua responsabilidade. Mais uma vez, a escolha é TUA.

9. As respostas encontram-se todas dentro de ti. Pára de procurar nos outros o que te falta. As carências são TUAS. As respostas para as TUAS perguntas da TUA vida estão dentro de TI e só dentro de TI, não estão fora, por isso não procures fora. Tudo o que precisas é de olhar, ouvir e confiar.

10. Esta é a melhor. Quer penses que podes ou não podes, em qualquer um dos casos, estarás cert@.

11. Pensa nisto e sente.

3 Responses to “O Acordo Que Fizémos…”

  1. Carla Mittica Silva Says:

    Nunca te esqueças que quando estas a dar conselhos, quem os tem e ouvir és tu…
    Cresce contigo e para ti, seja o teu melhor amigo e aliado, AMA-TE com todos os teus defeitos e virtudes, pois esse amor irá irradiar e, bonito por fora ou não, serás amado pelo teu Ser, pela tua Alma, por tudo que irradias e a todos que vais irradiando com a tua LUZ.
    Nunca desesperes e quando parece demais para aguentares, pára, respira fundo, relaxa, o mundo não vai acabar, e saiba que nunca terás mais daquilo que aguentas e o que tens, agradece, pois fará de ti a pessoa que procuras alcançar com cada dia que passa, pois até morrer há sempre lugar para aprender e melhorar. Aceita o teu percurso e abraça-o com um sorriso e coração aberto, pois há noite, quando o sono não vem, dá aso a por em prática deixar a tua mente relaxar, ir para “aquele” lugar tão especial que só tu sabes, sentes e cheiras, deixa-te sentir completamente emergido nos teus sonhos e fantasias, sem stress… agradece ao universo cada respiração tua que sentes, cada vez mais profunda e mais lenta… Vê o positivo das coisas, noites mal dormidas – ou tempo para relaxar e contemplar o que guardas de maravilhoso para ti….
    A escolha é sempre tua!
    Bem Haja!

  2. Alexandra Trinca Says:

    este texto não é meu mas de uma amiga muito querida – escritora Barsileira ( Rosy Beltrão ) que Vos passo porque me mandou numa latura menos alegre e feliz da minha vida .. e que sempre que recebo estes textos feitos epal Rosy, não sei explicar porque, sinto-me em paz e tranquilidade e gostava de Vos passar um pouco da sabedoria dela, espero que gsotem :
    “Caminhando juntos
    Texto de Rosy Beltrão

    Ontem em um passeio… estávamos andando e por muitas vezes não conseguia acompanhar meu companheiro pois como é até normal, os homens tem passos largos, também porque naturalmente são maiores que suas mulheres.
    Então eu, tentando acompanhar seus passos muitas vezes tive de dobrar a minha velocidade para podermos estar lado a lado a ele… e, como não estávamos acostumados ainda aos passos um do outro tivemos algumas dificuldades em caminharmos juntos.
    Por diversas vezes, eu tentando alcançá-lo quase que corri e outras tantas, eu o ultrapassei. Então foi na escada rolante que percebi que poderíamos andar juntos se eu retrocedesse um degrau e ele também percebeu que ao dar passos tão largos como é seu costume andar não poderia me ter ao seu lado, pois era muito esforço que eu teria de fazer.
    Olhamos um para o outro e dissemos, vamos andar juntos? E sim, era a resposta óbvia mas, percebemos que poderíamos ceder um pouco, ele ou eu retrocedermos um passo porque passamos o limite do outro ou talvez um de nós andar mais rápido um pouco e o outro andar um pouco mais lento… aí andamos juntos o resto do dia, sem atropelos, sem idas e vindas, no mesmo passo, no mesmo compasso… harmoniosamente embalados, com um sorriso nos lábios e namorando o dia todo.
    Assim também, entendemos a Vida, que para estar ao lado de alguém, precisamos compreender suas atitudes, conversar sobre o que não está bem, naquele momento, não guardar pequenas mágoas, ou fingir que não viu algo que não gostou o que o outro fez.
    Aprendemos estes dias a sermos sinceros a cada passo, e mesmo estando muito felizes com nossas descobertas de nós mesmos, sim… temos nossos próprios conceitos e pré-conceitos e apesar de tudo, vimos que conversando sobre o que nos rodeia o que nos atinge e o que queremos um do outro tudo fica claro e o Amor predomina. Nós esperamos que isso seja uma constante em nossas vidas, fizemos um trato que é de namorarmos todos os dias, sim: dar um beijo ao nos despedirmos, um carinho ao chegar. Fazer amor, comentar nossos assuntos prediletos, assistirmos ao noticiário ou a um filme para depois comentarmos… o cotidiano sem ser massacrante, sem se tornar uma rotina, caminhando juntos. “

  3. Todos os 11 pontos fazem bastante sentido. Relembra-nos que a decisão de nascer, quando e em que circunstâncias, coube-nos inequívoca e inteiramente a nós próprios. Também transparece a lei da atracção, pela qual nos regemos. Texto muito bem conseguido..:)..

    Um grande bem haja,

    Sandra

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: