Do Livro “O Santo, O Surfista e A Executiva”, de Robin Sharma

Nunca te subestimes mas mais importante que tudo, não deixes que te subestimem.
Se encontrares 1, 2, 3, “N” obstáculos à tua frente quando estás com alguém, pensa se o que sentes por esse alguém é suficientemente forte para te esforçares por ultrapassá-los. O Amor merece essa oportunidade. Não sejas nem demasiado intens@, apressad@ ou exigente. Nem todas as pessoas têm capacidade para lidar com o que tens para dar. Mas faz sempre por seres feliz porque a felicidade também é construída por ti, ela não acontece simplesmente do nada. Mas também tem em atenção que a vida é completamente incontrolável por vezes e por vezes até deliciosamente incontrolável. Mas não fujas de nada. Fugir ou “deixar passar” nunca resolverá nada. Não passes pelas coisas superficialmente, aprofunda-as, vive-as. Acredita, quanto mais fundo fôres nas questões, melhor as resolverás e aí estarás pronto para prosseguir na tua viagem. E assim serás genuinamente positiv@, não estarás desfeit@ por dentro quando transmites por fora que estás bem. Diz “não à falsidade”. Diz “não às coisas mornas”. Sê genuín@. Sê realmente diferente da maioria das pessoas que vivem neste planeta para seres únic@ e especial de uma forma inigualável. Estás em constante processo de evolução. Lembra-te disto!

Bruno Piairo Teixeira

Uma vida sem obstáculos é uma vida vazia. Para sentires pleanemente a tua vida, tens de sentir os altos e baixos. Só então poderás sentir o que significa verdadeiramente estar vivo. Aliás, acredito que a dôr vem ao nosso encontro para elevar as nossas vidas ao patamar seguinte.
– Nunca pensei no assunto dessa maneira.
– E acredito que as pessoas que passam por mais dôr estão destinadas a feitos maiores neste planeta. Quanto mais dôr existir na vida de uma pessoa, mais os seus olhos se abrirão para a verdade. É que a dôr fortalece Jack. A dôr conduz à possibilidade. A dôr aprofunda-te e revela-te a ti mesmo. A dôr provoca o crescimento nos seres humanos. Adoro as palavras de Thomas Carlyle “A adversidade é o pó de diamante com que o céu lapida as suas jóias“. A tristeza leva-nos aos nossos limites abrindo a maravilha que é a vida que, de outro modo, nos passaria despercebida.

Capa OSOSEAE

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: