Não Estás Deprimid@, Estás Distraíd@.

Como se pode dizer tanto em tão pouco.
Esta é uma das melhores reflexões que já li (mesmo apesar de tudo o que está aqui escrito não ser algo no qual acredito com todo o meu coração, talvez pelo menos não da forma como o autor decidiu escrever). Mas vale a pena ler.
Às vezes pergunto se seremos os seres humanos que ambicionamos, se é que ambicionamos de facto SER mais e não TER mais. Perdemos contacto com o que está dentro de nós na nossas “super-busy lives”. Acho que nos tornámos muitas vezes melhorias das pessoas que já somos, tipo Upgrade. Versões melhoradas das mesmas coisas. Mais do mesmo. Ou somos mesmo completamente novos ou havemos de ficar sujeitos a sermos apenas ordinários quando nos esquecemos que somos todos especiais. De alguma forma. Com algum sentido. E sempre para alguém. Não existirá felicidade se não fôr partilhada. Não pedimos para nascer, não sabemos quando iremos morrer. Aproveitemos o intervalo.

Bruno

“Não estás deprimid@, estás distraíd@. Distraído em relação à vida que te preenche, distraído em relação à vida que te rodeia, animais, bosques, mares, montanhas, rios, pessoas. Não caias como caíu o teu irmão que sofre por um único ser humano quando existem 6 Biliões no mundo. Além de tudo, não é de todo mau viver só. Eu fico bem, decidindo a cada instante o que desejo fazer e graças à solidão, conheço-me…o que é fundamental para viver.
Não faças o que fez o teu pai que se sente velho porque tem 70 anos e se esquece que Moisés comandou o êxodo aos 80 e Rubestein interpretava Chopin com uma mestria sem igual aos 90 para citar apenas dois casos conhecidos.

Não estás deprimid@, estás distraíd@. Por isso acreditas que perdeste algo, o que é impossível porque tudo te foi dado. Não fizeste um só cabelo da tua cabeça, portanto não és don@ de coisa alguma. Além disso, a vida não te tira coisa nenhuma, liberta-te delas…alivia-te para que possas voar mais alto, para que alcances a plenitude…do útero ao túmulo, vivemos numa escola, por isso, o que chamas problemas, são grandes lições. Não perdeste coisa alguma. Aquele que morre está apenas adiantado em relação a nós porque vamos todos na mesma direcção. E não te esqueças, o melhor dele, o seu Amor, continua vivo no teu coração. Não existe morte, apenas mudança. E do outro lado esperam-te pessoas maravilhosas como Gandhi, Walt Whitman, Hermann Hesse, o teu Avô e a minha Mãe que acreditavam que a pobreza está mais próxima do Amor porque o dinheiro distrai-nos com coisas insignificantes e nos magoa porque nos torna desconfiados. Faz apenas o que amas e serás feliz. Aquele que faz apenas o que ama está benditamente condenado ao sucesso, o qual chegará quando fôr a hora, porque o que deve ser será e chegará de forma natural.
Não faças qualquer coisa por obrigação, apenas por compromisso, apenas por Amor. Então terás plenitude e nessa plenitude tudo é possível sem esforço porque és movido pela força natural da vida, a mesma que me ergueu quando caiu o avião que levava a minha mulher e a minha filha, a mesma que me manteve vivo quando os médicos me deram 3 ou 4 meses de vida.

A felicidade não é um direito, é um dever. Porque se não fores feliz levarás amargura a todos os teus vizinhos, amigos e família. Um único homem que não possui talento ou valor mandou matar 6 milhões de judeus.

Existem tantas coisas para experimentar e a passagem pela Terra é tão curta, que sofrer é uma perda de tempo. Podemos experimentar a neve no Inverno e as flores na Primavera, os mares e os rios, os poemas de Whitman, a música de Mahler ou Mozart, as pinturas de Picasso ou Rembrandt entre outras tantas milhares de maravilhas.
E se estás com Cancro ou com SIDA podem acontecer duas coisas, ambas positivas: Se a doença ganhar liberta-te do corpo que é cheio de processos (tenho fome, tenho frio, tenho sono, tenho vontades, tenho razão, tenho dúvidas…). Se venceres, serás mais humilde, mais agradecido, portanto, facilmente feliz, livre do enorme peso da culpa, da responsabilidade e da vaidade, disposto a viver cada instante como deve ser.

Não estás deprimid@, estás desocupad@.

Ajuda a criança que precisa de ti, essa criança que será sócia do teu filho. Ajuda os velhos e os jovens ajudar-te-ão quando fôr a tua vez. Aliás, o serviço prestado é uma forma de ser feliz, assim como é gostar da natureza e cuidar dela para aqueles que virão. Dá sem medida e receberás sem medida. Ama até que te tornes o ser amado, mais ainda, converte-te no próprio Amor. E não te deixes enganar por homicidas ou suicidas. O Bem é maior mas não se percebe porque é silencioso. Uma bomba faz mais barulho que uma carícia, porém, para cada bomba que existe e destrói, existem milhares de carícias que alimentam a vida. Se Deus tivesse um frigorífico, a tua foto estava colada na sua porta. Ele envia-te flores a cada Primavera, envia-te um amanhecer a cada manhã. Cada vez que desejas falar, Ele escuta-te. Ele poderia viver em qualquer lado do mundo mas escolheu o teu coração. Encara a verdade amigo, Ele está apaixonado por ti. Deus não te prometeu dias sem dôr, riso sem tristeza, sol sem chuva, porém prometeu força para cada dia, consolo para as lágrimas e luz para o caminho.

Quando a vida te trouxer mil razões para chorar, mostra que tens mil razões para sorrir…

Facundo Cabral

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: